Bem-vindo ao Khumbu, terra dos xerpas

Faça um tour autoguiado pela região do Evereste. Na sua jornada, ouça o ressoar dos sinos dos iaques e o canto dos monges. Visite uma escola ou um museu ou relaxe com uma xícara de chá em um alojamento local. Conheça o homem que faz estradas e o homem que mais escalou o Monte Evereste. Explore os vales ocultos que são sagrados para os budistas há séculos. Além disso, não se esqueça de aproveitar a vista. 
 

História sobre o tamanho das rodas de mountain bike

Documentário Masters do Mountain Bike

O que é Impermeabilidade e qual a sua importância

Impermeabilidade.

Muitos clientes nos perguntam sobre a impermeabilidade dos tecidos usados em nossa linha de vestuário. Sabemos que essa é uma das características fundamentais quando falamos de prática esportiva na natureza, já que fatores como vento, chuva, frio e calor afetam nosso rendimento.

A Impermeabilidade tem estado presente nos tecidos há bastante tempo. Desde os que são de puro plástico (100% impermeáveis, mas bastante quentes) até tecidos sintéticos ou de fibras naturais com revestimentos impermeabilizantes, todos podem oferecer proteção eficaz contra a chuva ou o frio. A questão da impermeabilidade pode parecer um “tudo ou nada”, ou seja, o tecido é impermeável ou não é. Na realidade, existe um razoável grau de confusão com relação a esse assunto. Então, vale a pena esclarecer. Pelo fato de existirem diversos métodos de se testar a impermeabilidade, muitas vezes encontramos descrições técnicas e números que não são claros. Para se ter uma ideia da diferença entre esses testes, descrevemos abaixo alguns:

– Teste de Mullens – utiliza um jato d’água de curta duração lançado contra um pedaço de tecido suspenso para medir a resistência à passagem da água. Seria como se pegássemos uma mangueira de incêndio e lançássemos o jato sobre um lençol pendurado num varal por uns dois segundos. Nessas condições, mesmo um lençol de algodão conseguiria deter uma boa porção de água. Desse modo, o Teste de Mullens não fornece uma boa noção sobre a proteção que você pode esperar quando estiver em campo, já que os tecidos estão sujeitos a pouca pressão de água por um tempo maior. Mesmo assim, esse teste permanece popular com alguns fabricantes, que divulgam os resultados otimistas deles. Por exemplo, um tecido razoavelmente poroso pode apresentar uma resistência à água de 40 psi (libras por polegada quadrada), enquanto um tecido realmente impermeabilizado muitas vezes apresenta um resultado de 15 psi no Teste de Suter, do qual falaremos mais adiante.

– Teste da Coluna D’água – Esse é o teste mais utilizado para Barracas de Camping, e que posteriormente passou a ser aplicado também em vestuário. Um pedaço de tecido é preso de forma estanque em torno de um tubo vertical de diâmetro padronizado. Esse tubo é progressivamente preenchido com água, que vai pesar sobre a amostra do tecido até o ponto em que se nota o aparecimento das 3 primeiras gotículas que vencem a resistência do tecido. Em seguida, mede-se a altura em milímetros da coluna d’água que se formou no tubo até aquele momento. Isso resulta na “altura da coluna d’água”, ou seja, o máximo peso de água que o tecido suporta antes de permitir sua passagem. Um tecido impermeabilizado que não apresenta vazamento depois de um minuto sob o peso de 1.000mm de água é definido como impermeabilizado a 1.000mm de coluna d’água. É padrão da Trilhas & Rumos utilizar o menor valor encontrado em 3 medições feitas ao longo da largura de um rolo de tecido que será cortado para produzir seus artigos. Muitas vezes, a diferença entre a menor e a maior medição pode superar 50% (comumente as laterais de um rolo apresentam resultados menores).

– Teste de Suter – Esse teste emula o que ocorre no teste da coluna d’água e, ao invés de usar um tubo vertical graduado, usa uma bomba para produzir a pressão equivalente a cada altura da coluna. As versões iniciais desse teste usavam uma pressão de água muito baixa sobre o tecido por longos períodos de tempo, mas isso não representava com exatidão as condições normais de uso, de forma que hoje ele é uma forma de executar o teste de coluna d’água num equipamento muito mais compacto (você consegue imaginar um teste de coluna d’água de 10.000mm, necessitando de um tubo vertical de 10 metros?!). Esse é o teste que utilizamos hoje em dia em nosso controle de fabricação. Um tecido com uma impermeabilização de 1.000mm de coluna d’água já pode ser considerado bastante resistente à infiltração. Como segurança, nossos produtos são impermeabilizados com um mínimo de 2.000mm (caso das Parkhas e Barracas, mas que na maior parte delas terá 3.000mm ou mais) chegando a até 10.000mm (caso do Anorak Storm, por exemplo).

Fonte: https://trilhaserumos.com.br/blog/o-que-e-impermeabilidade/

Documentário Masters do Mountain Bike

Método de testeJIS L-1092 6.1.2 B e JIS L 1099B1 - Solo

Olá,

Estava procurando calças, para poder pedalar na trilha, com tecido
rip-stop e que protegessem as meias de compressão.
Uso bermuda de proteção e joelheiras.

Na minha pesquisa, aparece a seguinte informação: Métodos de Testes:
JIS L-1092 6.1.2 B e JIS L 1099B1, com um "*".

Fiquei muito curioso, o que é esse teste e o que significa ele?
Procurei no site e não encontrei informações.
Coloquei o teste no Google, também não encontrei nada.

Resposta da Solo, em 03/03/2017:

Os testes que mencionou constam no site, mas estão nas informações dos
produtos, pois são do tecido da Linha Tempest, que é impermeável e
respirável, segue o link com os modelos e explicação dos mesmos
http://www.solo.ind.br/?post_type=product&s=tempest

São dois testes diferentes, um de respirabilidade e outro de
impermeabilidade, Standards Japoneses, quando digitamos separados no
Google aparecem alguns links com informações, seguem alguns:
http://www.nemoequipment.com/pdfs/classroom/testingbreathability_v2.pdf
https://en.wikipedia.org/wiki/Breathability
http://infostore.saiglobal.com/store/Details.aspx?productID=1118167

Qualquer dúvida ou sugestão, estamos à disposição.

Atenciosamente,

Priscila Carvalho